À medida em que o tempo passa, nosso organismo vai se transformando, exigindo atitudes saudáveis para que a maturidade seja vivida com grande bem-estar. E não estamos falando apenas na saúde física, pois o bem-estar psicológico e emocional também é muito importante, pois favorece que a terceira idade seja um tempo de felicidade.

Sobre esse assunto, veja essas cinco dicas importantes para quem é mais vivido conquistar e manter a alegria, a disposição  e a qualidade de vida:

1. Praticar exercícios físicos regularmente

Praticar exercícios físicos regularmente e com orientação médica faz bem não apenas ao corpo, mas também à mente. Fortalece a estrutura muscular, beneficia o sistema cardiovascular, previne e controla doenças, além de elevar a autoestima, favorecer o convívio social e melhorar a disposição geral.

Os exercícios físicos liberam substâncias relacionadas à sensação de humor e prazer, como a serotonina e a endorfina, ajudando na prevenção e tratamento de doenças, como depressão e ansiedade, entre outras.

Frequentar academias é uma prática importante, mas fazer caminhadas, subir escadas, realizar atividades domésticas que demandem esforço, movimento e flexibilidade – tudo isso contribui para a qualidade de vida do idoso, fazendo-o se sentir ativo, capaz e com melhor percepção  de si mesmo.

2. Estimular a memória e o raciocínio

O nosso cérebro precisa de estímulos constantes. Porém, à medida em que o tempo passa, esses estímulos vão  sendo reduzidos, devido à diminuição do ritmo diário. Por isso, novas atividades que trabalhem a memória e o raciocínio precisam de novo fazer parte do dia a dia dos mais vividos, para preservar funções cognitivas  como a memória e o raciocínio.

Leitura, jogos de memória, xadrez, damas, dominós, operações matemáticas e palavras cruzadas são boas alternativas, pois estimulam o cérebros. Ouvir música também tem efeito estimulante, principalmente aquelas que fazem lembrar fatos da juventude, já distantes no tempo.

Podem parecer banais, mas essas atividades são importantes na prevenção de doenças, como por exemplo o Alzheimer e mal de Parkinson, que acometem uma grande parte da população mundial maior de 70 anos.

3. Evitar hábitos prejudiciais à saúde

Ninguém duvida dos males físicos que o cigarro e o álcool provocam à saúde, notadamente às pessoas que vivem a terceira idade, mas nem todos temos conhecimento de que o tabagismo e o alcoolismo podem causar transtornos psiquiátricos.

Por isso esses “vícios” não podem fazer parte da rotina dos idosos e, se o fizerem, é fundamental que eles sejam estimulados a buscar ajuda psicológica ou psiquiátrica para a mudança desses hábitos negativos.

4. Conviver com pessoas de várias gerações

Conviver com pessoas de diferentes idades e estilos é muito recomendável para as pessoas “maduras”, pois possibilita que elas se mantenham sempre atualizadas, informadas e “antenadas” com as mudanças que permanentemente dão novos rumos ao mundo e à sociedade.

Isso faz com que elas fiquem à vontade nas mais diversas situações e tenham assuntos para conversas variadas, nas quais se sintam capazes de apresentar pontos de vista dinâmicos, ricos, diversificados e interessantes para os mais jovens, uma vez que mostram uma longa experiência.

5. Planejar e realizar sonhos

Sonhar é uma característica humana que normalmente não passa com o tempo. É certo que o avançar da idade costuma diminuir um pouco a vitalidade e a capacidade física, mas por outro lado o idoso tem mais tempo, mais conhecimento e mais experiência para planejar e executar a realização de seus sonhos.

É bem verdade que os sonhos de quem já viveu mais tempo não são tantos e nem os mesmos de quem é jovem, mas muitas vezes pequenas atividades podem despertar tanto interesse, ser tão motivadoras e proporcionar tamanho bem-estar que podem ser vistas como sonhos, próximos e possíveis.

Seja uma pequena viagem a dois em um fim de semana, um encontro com os amigos do antigo trabalho ou do tempo da faculdade, uma pequena reforma da casa e dos móveis ou uma visita a parentes do interior. Tudo isso é possível e faz muito bem.

Nesse sentido, sonhar, planejar e realizar sonhos faz muito bem para os mais vividos, mantendo-os interessados, motivados e dispostos a viver cada vez mais e melhor. A transmitir suas experiências e  a conhecer as novidades do mundo de hoje. Com muita realização e alegria!

FONTE: http://economiadiaadia.com.br/5-passos-importantes-para-viver-a-felicidade-na-terceira-idade/

Comentários 0

Deixe seu comentário